DISGRAFIA

É um distúrbio de aprendizagem em que a escrita é feita com traços pouco precisos e incontrolados. Há uma desorganização das letras. Pode-se haver uma falta de Orientação espacial o que produz uma desorganização do espaço ocupado na folha.

Devido à letra ilegível há dificuldade de entendimento tanto do aluno como do professor na hora da leitura.

DISCALCULIA

É uma dificuldade de aprendizagem especifica da Matemática, ou seja, é a falta de habilidade para realizar operações matemáticas. Podemos encontrar dificuldades em leitura, escrita e compreensão de números e símbolos, compreensão de conceitos e regras matemáticas, memorização de conceitos ou no raciocínio abstrato. Podem ainda estar relacionado nas dificuldades em aprender a ver horas ou lidar com dinheiro.

DISLEXIA

 

​É uma das causas mais conhecidas de dificuldade na aprendizagem de leitura e da escrita. No entanto, podem existir outros fatores que inviabilizam tais aprendizagens. Ela pode estar ligada a condições hereditárias com alterações genéticas, apresentando ainda alterações neurológicas.

DISORTOGRAFIA

 

É um transtorno de aprendizagem onde ocorrem trocas de fonemas na escrita, aglutinação ou separação das palavras. A criança tem dificuldade de perceber pontuação e acentuação.

A criança é considerada disortográfica quando comete um grande número de erros de escrita. Algumas trocas são comuns até o 2º ano, pois a criança ainda está dentro do período de alfabetização.

DEFICIT DE ATENÇÃO / HIPERATIVIDADE

TDAH é um distúrbio comportamental que aparece na infância e segundo dados estatísticos ele tem causas genéticas, ou seja, crianças que tem no seu histórico familiar casos destes distúrbios terão maiores chances de apresentá-lo. As características deste distúrbio são desatenção, impulsividade, e hiperatividade. Porém, podem ter crianças que apresentem somente a desatenção e não a hiperatividade e vice-versa.

Este distúrbio afeta a criança na escola, em casa e na comunidade em geral, muitas vezes, prejudicando seu relacionamento com professores, colegas e familiares.

A criança com TDAH tem dificuldade de concentrar-se e distrai-se com facilidade, esquece seus compromissos, perde ou esquece objetos, tem dificuldade em seguir instruções, em se organizar, fala excessivamente, interrompe, não consegue esperar sua vez, respondendo a perguntas antes mesmo de serem formuladas.

Segundo especialistas, de 70% a 80% das pessoas que apresentam esse transtorno na infância levam para a vida adulta.

Portanto, o ideal é observar as características da criança e consultar um especialista em caso de dúvidas.

Quanto antes for diagnosticado melhor será a resposta do tratamento.

Psicopedagoga Tatuapé, Psicopedagoga Zona Leste, Psicopedagoga Mooca